Blog

VARIZES: ENTENDA MAIS SOBRE ESSE PROBLEMA

As varizes são aquelas veias dilatadas que aparecem por baixo da nossa pele. Elas podem aparecer em qualquer parte do nosso corpo, e são muito comuns nas pernas, causando dor, inchaço e desconforto. 

 

As válvulas e veias quando estão saudáveis conseguem bombear sem dificuldades o sangue do corpo para o coração. Mas, se essas válvulas estiverem danificadas, o sangue pode se acumular nas veias, fazendo com que ela fique inchada e aumentada, ou seja, se torne uma veia varicosa. 

 

Em algumas pessoas essas varizes ou vasinhos podem ser apenas uma preocupação estética, mas para outras elas podem representar problemas graves de saúde, e inclusive aumentar o risco de doenças circulatórias. 

 

As varizes podem aparecer tanto em homens quanto em mulheres, apesar de serem mais frequentes em pessoas do sexo feminino. O diagnóstico é feito por um angiologista ou cirurgião vascular, e se não tratadas corretamente podem evoluir para outros problema de saúde mais graves como o edema, por exemplo. 

Tipos de varizes

Existem quatro tipos de varizes, e você pode conferir abaixo a diferença entre cada uma delas.

Tipo 01 ou IVIPE 

Geralmente os pacientes desse tipo de variz procuram o médico pela questão estética. As varizes tipo 01 ou IVIPE são pequenas com espessura de um fio de cabelo ou um pouco maiores, avermelhadas ou azuladas e podem aparecer como pequenos riscos ou grandes arborizações.

 

Elas podem atingir a coxa, a perna, o glúteo e em alguns casos até a região das costas. E, apesar de ser um problema de saúde, uma doença, elas não provocam qualquer sintoma além da aparência. 

Tipo 02 ou IVIFE

As varizes do tipo 02 são caracterizadas pela presença de veias de médio e de grande calibre. Nesse grau, além das questões estéticas, elas também envolvem riscos e problemas para o paciente e devem ser tratadas para evitar complicações.

 

É importante destacar que, nesses casos, o cirurgião vascular irá tratar tanto a doença quanto a aparência. Esse tipo de variz é muito frequente, e são utilizados tratamentos com técnicas estéticas e funcionais para que a doença seja corrigida e ao mesmo tempo o paciente tenha um resultado estético satisfatório. 

Tipo 03 ou IVFA

Essas varizes são um problema de saúde, e nem sempre o paciente as detecta, pois estão além da aparência estética. São mais internas e profundas. Em alguns casos, elas podem atingir grandes dimensões e gerar graves complicações de saúde. 

 

Nesse estágio, o tratamento cirúrgico é um pouco mais delicado. Mas, se realizado por um cirurgião vascular especializado, pode apresentar resultados satisfatórios no tratamento do paciente. 

Tipo 04 ou IVFS

Esse é um tipo de variz em que o médico deve se concentrar mais na doença, que é grave e pode gerar sérias complicações para o paciente, do que com a questão estética. Na maioria dos casos esse problema já existia há algum tempo e não foi realizado nenhum tipo de tratamento. 

 

Varizes são uma doença crônica e sempre devem ser acompanhadas por um cirurgião vascular, especializado e de confiança. Ele é o único profissional que poderá indicar as melhores alternativas para realização de um tratamento.

Principais causas

Dentre as causas que contribuem para o surgimento das varizes, a principal delas é a predisposição familiar, ou seja, a genética. Isso significa que se alguém da sua família possui varizes, o seu risco de desenvolvê-las é bem alto. 

 

Elas também podem ser causadas pelos hormônios ou remédios que alteram o funcionamento do nosso sistema hormonal. Pela obesidade e sedentarismo, já que os quilos extras sobrecarregam e pressionam os vasos que são responsáveis pelo transporte do sangue nas pernas. 

 

E, pela gestação, já que o crescimento do bebê no útero aperta as veias da pelve, o que afeta diretamente a circulação de sangue nos membros inferiores. Mas, a grande parte das varizes provocadas pela gestação desaparecem de forma espontânea em até seis meses após o parto.

Principais sintomas

As varizes podem não apresentar nenhum sintoma até o seu surgimento na pele. Mas, geralmente os pacientes relatam dores, coceiras, inchaços, fadigas, ardor e sensação de peso na perna.

 

Os sintomas mais graves podem provocar acúmulo de líquidos, inchaços nas pernas, inchaços nas panturrilhas acompanhada de dor significativa, manchas escuras nas pernas, sensibilidade na região e formigamentos.

 

É muito importante que o paciente observe as características das varizes, assim como os sintomas que podem estar associados a elas. Pois, dessa forma, o tratamento médico será realizado de maneira bastante assertiva.

O diagnóstico

Geralmente as varizes são diagnosticadas com uma análise da pele e aparência das veias. Nesse exame físico o médico angiologista entende os sintomas do paciente e examina as pernas, pés e as outras áreas afetadas buscando identificar os sintomas relatados.

 

Porém, para um diagnóstico mais preciso, o médico poderá solicitar a realização de uma ultrassonografia com Doppler. Com o auxílio desse exame é possível conhecer a extensão da insuficiência venosa e indicar o melhor tratamento. 

O tratamento

Se as varizes causam dor, desconforto ou progridem para complicações, elas podem ser tratadas de diversas maneiras. Os tratamentos podem variar de acordo com os tipos de varizes e as condições clínicas do paciente. 

 

Para as microvarizes, o tratamento denominado escleroterapia aplica substâncias esclerosantes nos vasos que estão comprometidos. Essa aplicação produz uma inflamação na parede das veias que se fecham. E, para casos específicos, o médico pode indicar o procedimento feito a laser.

 

Para as veias de maior calibre, a indicação cirúrgica é individualizada, ou seja, o médico cirurgião vascular realiza a avaliação do paciente, podendo indicar a cirurgia convencional (remover as veias dilatadas), a laser, por espuma ecoguiada ou mini cirurgia com anestesia local. Em todas elas, o paciente tem alta no mesmo dia do procedimento. 

 

Apesar de todas as opções cirúrgicas serem bastante confiáveis, nem sempre o médico angiologista poderá indicá-las. Se diagnosticadas na fase inicial, as varizes podem ser tratadas de forma que ela não apresente sintomas mais graves e complicações. 

 

Os tratamentos na fase inicial podem incluir medicamentos que diminuem os sintomas, e o uso de meias de compressão. Pois, as meias de compressão ajudam a direcionar o retorno do sangue venosos de volta para o coração.

Convivendo com as varizes

Se você tem varizes, é possível controlar esse problema com algumas ações simples como: usar meias de compressão, praticar exercícios físicos, manter uma alimentação e consequentemente um peso saudável, e sempre que possível elevar as penas, evitando longos períodos na mesma posição seja sentada ou em pé. 

 

As varizes mais superficiais às vezes podem provocar problemas leves, mas a indicação é sempre realizar um acompanhamento vascular para evitar complicações que possam resultar em:

 

  • Pele frágil que se machuca mais facilmente;
  • Pele seca, esticada, inchada e com coceiras;
  • Mudanças na coloração da pele ao redor dos tornozelos e pernas; 
  • Aumento do risco de infecções;
  • Sangramentos;
  • Ulcerações;
  • Coágulos que desencadeiam trombose, embolia pulmonar e podem causar a morte.

 

O nosso sistema vascular também precisa de cuidados. Faça sempre acompanhamento médico, e caso identifique qualquer um dos sintomas citados procure imediatamente um especialista no assunto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

Inscreva-se na newsletter e receba todas as novidades
Newsletter
Fale Conosco Agora!

GARANTA SUA VAGA!

SEJA BEM-VINDO(A)!

Se você, colega médico, for novo por aqui, venho me apresentar pra você!

Além de cirurgião vascular, atuo também como professor de Cursos Master em Fleboestética.

Se ainda não conhece nossos Cursos Master ou conhece e quer fazer parte desse time, clique agora mesmo em “Quero fazer o curso”.

Venha fazer parte desse Universo e decolar na sua carreira!

Garanta sua vaga, pois são limitadas.

Newsletter Modal